Mercados nos EUA fecham em queda com aumento das preocupações com Ucrânia

terça-feira, 5 de agosto de 2014 18:36 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas norte-americanas fecharam em queda nesta terça-feira, com fortes baixas durante a tarde enquanto aumentavam as preocupações sobre uma escalada das tensões na Ucrânia.

O Dow Jones industrial average caiu 0,84 por cento, para 16.429 pontos, o S&P 500 fechou em queda de 0,97 por cento, para 1.920 pontos, e o Nasdaq Composite perdeu 0,71 por cento, para 4.352 pontos.

Todos os dez setores do S&P 500 fecharam em queda, liderado pelas ações de energia, que caíram 2,1 por cento.

Os mercados estavam fracos na maior parte do pregão, mas as vendas aceleraram-se à tarde após notícias de que as tropas russas estavam perto da fronteira com a Ucrânia.

"Obviamente, o consenso por um longo tempo foi de que o mercado estava passando por uma correção, então estava maduro para o sentimento mudar rapidamente", disse Mark Luschini, estrategista-chefe de investimentos da Janney Montgomery Scott na Filadélfia.

O S&P está em queda de 3,4 por cento desde seu recorde de fechamento de 1.987 pontos em 24 de julho.

O índice de energia fechou em queda de 2,1 por cento, derrubado por preocupações sobre excesso de oferta de petróleo e resultados ruins da Pioneer Natural. A Pioneer teve queda de 5,6 por cento e foi a empresa de energia com pior desempenho do S&P.

Normalmente, as tensões nas regiões produtoras de petróleo como a Rússia impulsionam o preço do petróleo, mas preocupações maiores com a demanda e as margens ruins superaram esses temores.

Pouco depois do fechamento, a Twenty-First Century Fox, grupo de mídia controlado por Rupert Murdoch, disse ter retirado sua oferta de compra da Time Warner. As ações da Fox tiveram alta de 7,7 por cento no after-hours, enquanto os papéis da Time Warner caíram 11,4 por cento.

(Por Akane Otani)