Dólar cai 0,40% sobre o real, com movimento de correção

quarta-feira, 6 de agosto de 2014 17:15 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira, com os investidores realizando lucros após a moeda norte-americana atingir a máxima em quatro meses no intradia nesta sessão e encostar em 2,30 reais.

O movimento acabou, segundo operadores, evitando pressão de alta com preocupações com a Ucrânia.

A divisa norte-americana recuou 0,40 por cento, a 2,2736 reais na venda. Neste pregão, atingiu a máxima de 2,2965 reais logo após a abertura, cotação mais alta desde 27 de março, quando foi a 2,3005 reais. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,2 bilhão dólares.

"O dólar subiu muito nesses últimos dias... Mesmo assim, a questão da Ucrânia continua preocupando e isso limita o espaço para quedas", resumiu o superintendente de câmbio da corretora Intercam, Jaime Ferreira.

Nos seis pregões anteriores, o dólar recuou apenas em um, acumulando alta de 2,66 por cento até a véspera, basicamente devido ao cenário externo.

A Rússia reuniu cerca de 20 mil soldados na fronteira do leste da Ucrânia e pode usar a desculpa de missão humanitária para enviá-los ao território ucraniano, informou a Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) nesta quarta-feira, seu alerta mais contundente até agora sobre um possível ataque terrestre de Moscou contra seu vizinho.

A notícia intensifica ainda mais as preocupações do mercado com a crise entre os dois países, que já levou a União Europeia e os Estados Unidos a imporem sanções contra a Rússia. O mercado teme que o impasse se traduza em punições ainda mais duras.

Essas preocupações ajudaram na véspera o dólar a subir quase 1 por cento ante o real, aproximando-o do patamar de 2,30 reais. Investidores já especulavam sobre a possibilidade de o Banco Central brasileiro agir mais para evitar novas altas, que tendem a pressionar a inflação.   Continuação...