BCE está aberto a compra ampla de ativos se cenário de inflação mudar, diz Draghi

quinta-feira, 7 de agosto de 2014 11:28 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) está pronto para embarcar em um programa de compra de ativos amplo se sua avaliação de médio prazo para a inflação mudar, afirmou nesta quinta-feira o presidente do BCE, Mario Draghi.

A inflação na zona do euro desacelerou no mês passado para apenas 0,4 por cento, menor nível desde o pior da crise financeira em 2009, e ainda mais abaixo da meta do BCE de pouco abaixo de 2 por cento.

As projeções de junho do BCE indicavam que a inflação avançaria lentamente para 1,5 por cento no trimestre final de 2016.

"Só posso reafirmar que o Conselho foi unânime em seu compromisso de também usar medidas não convencionais como compras de títulos lastreados em ativos (ABS, na sigla em inglês), como o 'QE', se nossa perspectiva de médio prazo para a inflação mudar", disse Draghi em coletiva de imprensa após o BCE manter as taxas de juros em mínimas recordes.

Tal esquema de compra de ativos, conhecido como "quantitative easing" ou "QE", deverá encontrar dificuldades para ser aprovado pelo Conselho, uma vez que algumas autoridades são altamente resistentes à ideia.

"Intensificamos as preparações para os ABS, os vários comitês do BCE estão agora trabalhando nisso", disse Draghi.

(Por Paul Carrel e Hugh Lawson)

 
Presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, durante coletiva de imprensa em Frankfurt. 3/07/2014. REUTERS/Ralph Orlowski