Brasil está próximo de fazer acordo comercial com UE, diz ministro

quinta-feira, 7 de agosto de 2014 13:58 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil está próximo de firmar um acordo comercial com a União Europeia, disse nesta quinta-feira o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior brasileiro, indicando que o país poderia partir para uma negociação direta com os europeus.

"Com a União Europeia, estamos prestes a fechar um acordo comercial. Convidamos o Mercosul para fazer o mesmo 'track' conosco. Se não, temos a possibilidade de fazer um 'fast track'", disse Mauro Borges, durante palestra em evento de comércio exterior no Rio de Janeiro.

Um "fast track", como o adotado pelos EUA na história recente, permite que o país agilize determinados movimentos comerciais.

"O objetivo do Brasil ainda é uma acordo comum dos parceiros do Mercosul com a União Européia... o que não elimina uma opção pior que seria velocidades diferentes (dos países)... Essa possibilidade existe e não descartei, mas não é o nosso caminho preferencial", explicou ele.

Ele não deu um prazo para o acordo ser fechado.

Recentemente, o presidente da Comissão Européia, Durão Barroso, sinalizou com a possibilidade de um acordo comercial em um ritmo diferente entre os países membros do Mercosul, mas afirmou que aguarda uma proposta do bloco para dar andamento as negociações.

Barroso disse que espera uma solução das negociações que se arrastam há anos.

"A oferta do Mercosul está concluída e aguardamos uma sinalização da União Europeia que faz consulta aos seus países membros. É importante a consulta ser feita para que haja troca de ofertas... nós é que estamos esperando por eles", retrucou Borges.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

 
Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mário Borges, durante uma coletiva de imprensa em Buenos Aires. 11/06/2014. REUTERS/Enrique Marcarian