Wall Street fecha em queda com aumento das preocupações com a Rússia

quinta-feira, 7 de agosto de 2014 18:54 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - As ações norte-americanas fecharam em baixa nesta quinta-feira, após a Rússia anunciar duras medidas de retaliação em resposta às sanções do Ocidente, o que levantou preocupações em relação ao crescimento global.

O índice Dow Jones caiu 0,46 por cento, para 16.368 pontos, o S&P 500 caiu 0,56 por cento, para 1.909 pontos, e o Nasdaq Composite perdeu 0,46 por cento, para 4.334 pontos.

O Dow caiu brevemente abaixo da média móvel de 200 dias durante a tarde. O S&P 500 está agora cerca de 4 por cento abaixo do recorde de fechamento alcançado no mês passado.

Além da decisão russa de banir as importações de diversos produtos alimentícios do Ocidente, após as sanções impostas por seu apoio aos rebeldes no leste da Ucrânia, investidores estão preocupados com a escalada do conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

Enquanto a extensão das sanções ainda são desconhecidas, a escalada das tensões na Rússia podem continuar impulsionando a venda de ações, disseram analistas.

"Até esse momento, os investidores norte-americanos pensavam que as preocupações geopolíticas iriam durar não mais que 24 horas. Agora, a crescente preocupação é que a perspectiva para o crescimento global está apontando para baixo", disse Andrew Wilkinson, analista-chefe de mercado da Interactive Brokers em Greenwich, Connecticut.

Os dados de pedidos de auxílio-desemprego trouxeram otimismo ao mercado durante a manhã. A média móvel de quatro semanas de pedidos caiu ao menor nível desde fevereiro de 2006, sugerindo que as condições do mercado de trabalho nos EUA continuam melhorando.

(Por Akane Otani)

REUTERS LB JS RBS