Aumento de custos pressiona lucro da Ecorodovias no 2o tri

quinta-feira, 7 de agosto de 2014 21:23 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O lucro líquido da concessionária de rodovias Ecorodovias Infraestrutura e Logística teve queda de 40 por cento no segundo trimestre na comparação anual, derrubado por aumento de custos.

A empresa teve lucro líquido de 52,3 milhões de reais no período, frente aos 87,1 milhões de reais do segundo trimestre do ano passado.

A média das estimativas de analistas apontava para lucro líquido de 68,9 milhões de reais.

O lucro líquido comparável - que exclui a venda da totalidade da participação da empresa de serviços de cobrança de pedágios STP, além do resultado da STP e o resultado da rodovia ECO101-, foi de 56,7 milhões de reais, queda de 33,6 por cento frente mesmo trimestre de 2013.

Os custos operacionais e despesas administrativas totalizaram 642,1 milhões de reais no segundo trimestre, crescimento de 53,3 por cento. Segundo a empresa, parte desta alta se deu pelo aumento dos custos de construção por conta de obras em andamento.

Já a receita líquida consolidada atingiu 827,3 milhões de reais, alta de 26,5 por cento ano contra ano. As receitas de concessões rodoviárias subiram 8,3 por cento, enquanto a receita de serviços subiu 75,4 por cento. Já as receitas da Ecoporto Santos caíram 23,4 por cento no período.

No período, o tráfego consolidado de veículos equivalentes pagantes apresentou crescimento de 16,4 por cento, com avanço de 18,2 por cento dos veículos comerciais e de 14,3 por cento dos veículos de passeio. A tarifa média consolidada por veículo equivalente pagante apresentou redução de 7 por cento no período.

No Ecoporto Santos, a movimentação de contêineres nas operações de cais apresentou redução de 30,8 por cento de abril a junho.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 267 milhões de reais, queda de 7,5 por cento na comparação anual.

(Por Luciana Bruno)