Ação do Monte Paschi tem forte queda com perspectiva pior para bancos italianos

sexta-feira, 8 de agosto de 2014 11:46 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O Banca Monte dei Paschi liderava um recuo nas ações do setor bancário italiano nesta sexta-feira, em resposta a um prejuízo maior que o esperado e devido à perspectiva em deterioração para a economia do país.

Os papéis do Monte Paschi, o terceiro maior banco italiano, chegaram a cair 10 por cento após seus resultados do segundo trimestre, divulgados na quinta-feira, revelarem um grande aumento em encargos por empréstimos ruins.

As fortes perdas levaram o regulador do mercado italiano a proibir vendas a descoberto das ações do Monte Paschi até o final da sessão de 11 de agosto. O regulador já impôs uma proibição sobre vendas a descoberto do Banca Popolare dell'Emilia Romagna.

Ações de outros bancos italianos também caíam, afetadas pelo entendimento de que a piora nas perspectivas para a economia da Itália pode forçá-los a aumentar as provisões para perdas com empréstimos.

A Itália voltou à recessão pela terceira vez desde 2008 no segundo trimestre, uma vez que a economia teve contração de 0,2 por cento, acabando com esperanças de até mesmo uma leve recuperação após quase três anos de crise econômica.

As ações do Monte Paschi tinham queda de 6,99 por cento às 11h44 (horário de Brasília). O índice italiano FTSE Mib, porém, tinha alta de 0,65 por cento, a 19.255 pontos.

(Por Lisa Jucca e Silvia Aloisi)