Governo federal negocia com bancos alta de financiamento à exportação, diz secretário

sexta-feira, 8 de agosto de 2014 15:56 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo federal vem conversando com bancos privados nacionais e estrangeiros para tentar elevar a participação deles no financiamento das exportações brasileiras, afirmou o secretário de assuntos internacionais do Ministério da Fazenda, Carlos Cozendey, nesta sexta-feira.

O secretário afirmou que já se reuniu com representantes de doze bancos no mês passado para tentar estimular a participação dos agentes privados nas vendas externas. Segundo ele, uma operação do Deutsche Bank já estaria bem encaminhada para uma empresa de serviços de engenharia.

"Hoje 98 por cento das garantias à exportação estão ligadas ao BNDES", disse ele a jornalistas durante o evento de comércio exterior Enaex.

No encontro, Cozendey detalhou aos bancos o Fundo de Garantia à Exportação e o Seguro de Crédito à Exportação com patrimônio de cerca de 14 bilhões de reais.

"Achamos importante que haja uma diversidade de bancos financiando as exportações. Isso traz recursos e melhorias ao sistema de seguro", disse a superintendente de comércio exterior do BNDES, Luciene Machado.

A ampliação das exportações para África e América Latina estão entre as prioridades. A executiva disse que esse ano os desembolsos da área de comércio exterior do BNDES devem manter o patamar de 7 bilhões de dólares de 2013 e que este ano a linha pós-embarque deve ganhar mais peso que a pré-embarque.

Ela afirmou ainda que até agora não houve efeito da crise argentina sobre as operações de financiamento às exportações.