Dólar cai ante real após BC reforçar rolagem de swaps e com exterior

segunda-feira, 11 de agosto de 2014 17:16 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta segunda-feira, após o Banco Central brasileiro sugerir que está desconfortável com o recente avanço da moeda norte-americana, aumentando a oferta de swaps cambiais na rolagem dos contratos que vencem em setembro, e diante de menores temores de escalada da crise na Ucrânia.

A moeda norte-americana caiu 0,54 por cento, a 2,2745 reais na venda. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 700 milhões de dólares, abaixo da média diária de 1,1 bilhão de dólares vista neste mês.

"Está dentro do esperado essa queda. O dólar subiu demais, o BC reagiu e o mercado corrigiu. E ajuda também que o cenário lá fora está mais tranquilo ", afirmou o operador de câmbio da corretora Intercam Glauber Romano.

Na sessão passada, preocupações com o cenário externo ajudaram o dólar a superar 2,30 reais no intradia, alimentando preocupações com possíveis impactos sobre a inflação via encarecimento de importados. Ao longo do dia, o movimento perdeu força e a divisa norte-americana fechou em baixa com movimentos de exportadores, que venderam dólar para aproveitar a maior cotação.

Após o fechamento dos negócios na sexta-feira, o BC aumentou para até 10 mil contratos a oferta de swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares, no leilão de rolagem desta sessão. Até então, a autoridade monetária ofertava até 8 mil papéis.

No final desta manhã, o BC vendeu a oferta integral, levando o total de swaps já rolados a 2,471 bilhões de dólares, ou cerca de um quarto dos 10,070 bilhões de dólares que vencem em setembro. E se mantiver o ritmo, rolará cerca de 95 por cento do lote do próximo mês ao fim da operação.

No mês passado, o BC rolou cerca de 70 por cento dos swaps que venceram em 1º de agosto.

"O BC mostrou incômodo com a alta da moeda americana e já mostrou mudança de atuação com as cotações chegando a 2,30 reais... Com isso, o espaço para recuperação do real está reforçado", escreveram analistas da Lerosa Investimentos em relatório.   Continuação...