Petrobras dispara 4% e ampara maior alta da Bovespa em três semanas

segunda-feira, 11 de agosto de 2014 18:05 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A semana começou com as ações da Petrobras novamente dando o tom à bolsa brasileira e sustentando a maior alta do Ibovespa em três semanas, no primeiro pregão após a estatal divulgar seu resultado trimestral e dados recentes de produção.

A sessão também foi marcada por outros destaques na cena corporativa e por um ambiente externo mais tranquilo com algum alívio na situação da Ucrânia.

O Ibovespa fechou com alta de 1,87 por cento, o maior ganho diário desde 18 de julho, a 56.613 pontos. O volume financeiro totalizou 5,4 bilhões de reais.

Os números do segundo trimestre da Petrobras divulgados na sexta-feira foram considerados fracos, mas as perspectivas para os resultados futuros nem tanto, enquanto os dados de produção até os primeiros dias de agosto foram avaliados positivamente.

Alguns analistas haviam minimizado mais cedo o impacto do desempenho trimestral e dos dados de produção como motor para o ganho das ações da Petrobras, que figuraram entre as maiores altas do Ibovespa nesta jornada, avaliando que a dinâmica eleitoral segue como principal guia dos papéis da estatal.

No site do Tribunal Superior Eleitoral, há registrada pesquisa Sensus sobre a corrida presidencial com abrangência nacional que, segundo o diretor do instituto Ricardo Guedes será publicada na edição do próximo fim de semana da revista Isto É. Ibope e Datafolha têm levantamentos regionais registrados previstos para sair a partir do fim da semana.

Em nota a clientes, o Credit Suisse também chamou a atenção para novos comentários relacionados a um possível aumento do preço da gasolina, desta vez da presidente Dilma Rousseff.

Conforme informações da Folha de S.Paulo, questionada no domingo se a queda no lucro da estatal no primeiro semestre poderia forçar um aumento dos combustíveis em breve, Dilma afirmou que é possível, mas que não poderia fazer uma avaliação precisa no momento sem ter conhecimento de todos os dados.   Continuação...