Petrobras eleva produção e prevê salto na exportação de petróleo

segunda-feira, 11 de agosto de 2014 20:43 BRT
 

Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras já está produzindo mais de 2,1 milhões de barris de petróleo por dia no Brasil, um patamar não visto desde o início de 2012, reafirmou suas metas ambiciosas de extração em 2014 e previu nesta segunda-feira um salto nas exportações no segundo semestre.

Com a projeção de crescimento da produção de petróleo para este ano mantida em 7,5 por cento no ano no Brasil, a empresa prevê exportar 250 mil barris de petróleo por dia (bpd) na segunda metade do ano, alta de 51 por cento frente ao primeiro semestre.

"O crescimento da produção vai nos levar a exportar mais óleo, vai levar a disponibilizar mais gás ao mercado interno", afirmou o diretor financeiro da petroleira, Almir Barbassa, em conferência para comentar os resultados do segundo trimestre.

Durante a apresentação, a Petrobras estimou ainda um crescimento de 20 por cento na oferta de gás natural produzido no Brasil no segundo semestre, para 48 milhões de metros cúbicos ao dia, na comparação com o primeiro semestre.

Barbassa disse ainda que o aumento da oferta de gás natural deverá propiciar uma redução das importações de GNL.

"Isso representa ganhos significativos para o resultado da empresa", destacou Barbassa, acrescentando que a empresa está complementando o consumo doméstico com a importação de GNL.

Na sexta-feira, a Petrobras informou aumento na produção de petróleo no Brasil de 8,6 por cento em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado, para 2,049 milhões de barris por dia, e reafirmou a sua meta de aumento da extração nacional no ano em 7,5 por cento, com variação de 1 ponto percentual para cima ou para baixo.

Nesta segunda-feira, o diretor de Exploração e Produção da estatal, José Formigli, afirmou que a produção no acumulado de agosto até sábado já tem média superior a julho, de 2,103 milhões de barris por dia, um nível não visto desde janeiro de 2012.   Continuação...