Eletrobras tem prejuízo de R$105 milhões no 2o trimestre

quarta-feira, 13 de agosto de 2014 09:07 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras encerrou o segundo trimestre com prejuízo consolidado de 105 milhões de reais, revertendo resultado positivo de um ano antes pressionada por custos maiores gerados por energia comprada para revenda.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros impostos, depreciação e amortização (Ebitda) consolidada somou 465 milhões de reais. A empresa não forneceu comparação para o Ebitda consolidado do trimestre passado.

O Ebitda das empresas controladas pela Eletrobras caiu 42 por cento no segundo trimestre sobre os três primeiros meses do ano, para 1,109 bilhão de reais, mas avançou sobre os 501 milhões divulgados pela companhia na publicação do resultado do mesmo período de 2013.

As empresas do grupo que registraram Ebitda negativo no segundo trimestre foram Chesf (-79 milhões), CGTEE (-96 milhões) e a Eletronuclear (-500 mil).

As distribuidoras de energia da Eletrobras tiveram Ebitda positivo de 123 milhões de reais entre abril e junho.

A receita operacional da maior empresa de energia do Brasil subiu 14,5 por cento, para 6,867 bilhões de reais no período de abril a junho. Mas o custo da energia comprada saltou quase 36 por cento ante o segundo trimestre de 2013, para 2 bilhões de reais.

O faturamento com geração somou 5,31 bilhões de reais e as receitas com transmissão foram de 1,09 bilhão. Já a área de distribuição teve receita de 1,45 bilhão.

O resultado também foi impactado negativamente por despesas judiciais de 360 milhões de reais e por provisão de 131 milhões de reais para perdas no ativo financeiro, disse a empresa no balanço. No primeiro trimestre, a Eletrobras havia tido lucro líquido de 986 milhões de reais.

A Eletrobras terminou o segundo trimestre com dívida líquida de 5,048 bilhões de reais, mais que duas vezes o endividamento apurado ao final do ano passado.   Continuação...