Shell conclui perfuração de poços da 3ª fase de Parque das Conchas

quarta-feira, 13 de agosto de 2014 14:51 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Shell conclui nesta semana a perfuração de poços da terceira fase de desenvolvimento do Parque das Conchas, na Bacia de Campos, o principal ativo produtor da petroleira no país, disse nesta quarta-feira o presidente da companhia no Brasil, André Araújo.

A companhia perfurou sete poços, sendo cinco produtores e dois injetores, que apenas entrarão em fase de produção em 2016.

A fase 3 deverá ser responsável pela produção de até 30 mil barris de óleo equivalente por dia (boe/dia) no seu auge.

Araújo não informou quanto foi investido na fase 3. Entretanto, ele afirmou que na segunda fase o aporte foi superior a 2 bilhões de dólares.

"Então você tem um valor um pouco a mais na fase 3. São investimentos multibiolionários", declarou Araújo, em evento no Rio de Janeiro.

Atualmente, o Parque das Conchas responde por 65 por cento da produção dos campos operados pela Shell no Brasil que, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustívels (ANP), produziram um total de 96,61 mil barris de boe/dia em junho.

A marca permite que a empresa seja a empresa privada que opera o maior volume de produção de petróleo no Brasil.

A Shell é a operadora do Parque das Conchas com 50 por cento de participação e tem como parceiras a Qatar, com 23 por cento, e a ONGC, com 27 por cento.

Além do Parque das Conchas, a empresa opera os campos Bijupirá e Salema, responsáveis pela produção dos outros 35 por cento dos volumes diários de boe operados pela Shell, também na Bacia de Campos.   Continuação...

 
Logo da Shell fotografado em um posto de gasolina em Londres. 29/07/2010. REUTERS/Toby Melville