Bolsas dos EUA sobem lideradas por biotecnologia; varejo cai

quarta-feira, 13 de agosto de 2014 18:29 BRT
 

Por Akane Otani

NOVA YORK (Reuters) - As ações norte-americanas fecharam em alta nesta quarta-feira, com o avanço do setor de biotecnologia ajudando o mercado a relevar números decepcionantes sobre as vendas no varejo.

O Dow Jones subiu 0,55 por cento, a 16.651 pontos. O Standard & Poor's 500 ganhou 0,67 por cento, para 1.946 pontos. O Nasdaq subiu 1,02 por cento, a 4.434 pontos.

O setor de varejo limitou os ganhos dos índices, após as vendas no varejo norte-americano ficarem inesperadamente estáveis em julho, leitura mais fraca desde janeiro.

O balanço da Macy's ficou aquém das expectativas de analistas e a companhia reduziu sua estimativa de vendas mesmas lojas no acumulado do ano, levando o papel a cair 5,5 por cento. Outras varejistas importantes devem divulgar seus resultados na quinta-feira, incluindo Wal-Mart.

Embora os números fracos de varejo apontem alguma perda de ímpeto na economia, também destacam as intenções do Federal Reserve, banco central dos EUA, de agir lentamente ao aumentar as taxas de juros, o que favorece os investidores em ações.

"Investidores parecem estar olhando além dos números de varejo e encontrando o ponto positivo, que é que o Fed poderia manter os juros baixos por mais tempo, disse o sócio-gestor do Mayflower Advisors, Lawrence Glazer.

"Domesticamente, apesar de alguns balanços questionáveis, áreas como biotecnologia, transportes e a Amazon impulsionaram os mercados hoje".

Todos os 10 setores primários do S&P fecharam no azul, embora alguns peso-pesados tenham recuado devido a balanços fracos e estimativas rebaixadas. Ações de biotecnologia saltaram, com o índice de biotecnologia do Nasdaq avançando 2,1 por cento na esteira de papéis como InterMune e Jazz Pharmaceuticals.