Ação da Cosan Logística deve ser negociada a partir de 1º de outubro

quinta-feira, 14 de agosto de 2014 14:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Cosan Logística S.A., resultante de cisão de ativos da empresa de infraestrutura e energia Cosan, deverão começar a ser negociadas a partir de 1º de outubro, disseram nesta quinta-feira executivos, sem detalhar quantos papéis os acionistas atuais receberão da nova companhia.

Em teleconferência, o diretor-presidente da Cosan, Marcos Lutz e o vice-presidente de Finanças e diretor de relações com Investidores, Marcelo Martins, afirmaram que a empresa ainda não terminou o cálculo sobre quantas ações os acionistas atuais terão direito na nova empresa.

Em fevereiro, a Cosan anunciou a criação da Cosan Logística, em investida que seguiu divulgação de proposta de incorporação da ALL pela Rumo, empresa de logística da Cosan.

A incorporação da ALL está sendo analisada pelo Cade, o órgão antitruste, que tem prazo para avaliar a aquisição mais longo que o definido para o lançamento das ações da nova empresa.

Isso significa dizer que as ações da Cosan Logística deverão começar a ser negociadas na Bovespa contando, provavelmente, somente com os ativos atuais da Cosan do segmento de logística, disseram os executivos.

A Cosan Logística será listada na BMF&Bovespa no segmento "Novo Mercado", em operação já submetida à avaliação dos investidores detentores de bônus da companhia, tendo sido aprovada pelos mesmos, informou a Cosan em nota nesta quinta-feira.

Os papéis da Cosan também seguirão sendo negociados na bolsa.

Os executivos disseram que o fato de as ações da Cosan estarem caindo nesta quinta-feira não tem relação com a operação de cisão.

O papel caía 1 por cento por volta das 14h30, enquanto o Ibovespa subia 0,2 por cento.   Continuação...