Tubarão Azul está perto de ser esgotado, diz presidente da Óleo e Gás

sexta-feira, 15 de agosto de 2014 17:05 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O volume estimado de petróleo recuperável do campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos, está próximo de ser esgotado, disse nesta sexta-feira o diretor presidente, financeiro e de relações com investidores da Óleo e Gás Participações (ex-OGX), Paulo Narcélio, durante teleconferência para a apresentação dos resultados da empresa a analistas.

Durante a apresentação, que terminou sem a manifestação de perguntas por parte dos analistas, Narcélio afirmou que Tubarão Azul tem volume recuperável estimado em torno de 5,77 milhões de barris de óleo, dos quais já foram produzidos 5,45 milhões.

"Ou seja, temos aí uma fase de Tubarão Azul de produção estimada muito pequena", afirmou o executivo.

Tubarão Azul foi considerado um dos principais ativos da empresa, quando ainda era denomidada OGX. Posteriormente, a companhia informou que o campo não era tão grande e aproveitável quanto se esperava, o que resultou em vendas generalizadas de ações da petroleira, culminando na maior recuperação judicial de uma companhia na América Latina.

A produção total de Tubarão Azul, no segundo trimestre, foi de 367 mil barris de óleo, com média diária de 4 mil barris/dia.

A Óleo e Gás Participações teve lucro líquido contábil de 303,4 milhões de reais no segundo trimestre, revertendo prejuízo líquido de 4,722 bilhões de reais, do mesmo período de 2013 [nL2N0QL01K].

A Óleo e Gás prevê investir 242 milhões de dólares em 2014. Além disso, tem como meta registrar receita líquida de 596 milhões de dólares e Ebitda de 132 milhões de dólares.

(Por Marta Nogueira)