MMX fica de fora de 2ª prévia do Ibovespa e inclusão de Marcopolo é mantida

segunda-feira, 18 de agosto de 2014 09:49 BRT
 

SÃO PAULO, 18 Ago (Reuters) - A mineradora MMX ficou de fora da segunda prévia do Ibovespa, enquanto outras alterações indicadas na primeira prévia foram mantidas, como a saída do papel da companhia do setor imobiliário Brookfield Incorporações e a entrada da ação da fabricante de carrocerias de ônibus Marcopolo.

A segunda prévia da composição do índice foi divulgada pela Agência Bovespa na manhã desta segunda-feira.

A prévia é a segunda indicação da BM&FBovespa sobre a nova carteira teórica quadrimestral do índice, que vai vigorar de 1 de setembro de 2014 a 2 de janeiro de 2015. A terceira e última prévia será publicada em 29 de agosto.

A entrada da Marcopolo e a saída da Brookfield já estavam previstas na primeira prévia, da qual a ação da MMX ainda fazia parte.

A ação da mineradora havia sido excluída do Ibovespa por valer menos de 1 real, mas voltou à sua composição atual após a companhia promover no fim de janeiro o grupamento de suas ações. Se a previsão da segunda prévia se confirmar, a companhia deve deixar novamente o índice.

A ação preferencial do Itaú Unibanco manteve a liderança em participação na prévia, com fatia de 9,564 por cento, seguida pela preferencial da Petrobras, com 8,083 por cento. Em terceiro lugar, aparece o papel preferencial do Bradesco, com 7,313 por cento, e a ação da Ambev, com 6,594 por cento, vem em seguida.

A carteira da segunda prévia conta com 69 ativos.

A metodologia do Ibovespa leva em consideração o valor de mercado dos ativos em circulação das empresas, com limite de participação baseado na liquidez.

(Por Priscila Jordão)