El Niño fraco deve favorecer nova safra recorde de soja no Brasil

terça-feira, 19 de agosto de 2014 12:55 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - O fenômeno climático El Niño, que deverá atingir o Brasil com intensidade fraca a moderada nos próximos meses, provavelmente favorecerá o desenvolvimento da nova safra de soja e milho no país, apesar de exigir atenção em algumas regiões devido à irregularidade das chuvas no início da temporada, disseram meteorologistas.

O plantio das primeiras lavouras de soja da temporada 2014/15 começa oficialmente a partir de 15 de setembro nas principais regiões agrícolas, com o fim do período de vazio sanitário contra o fungo da ferrugem. Tradicionalmente neste período ocorrem também as chuvas que permitem o brotamento das primeiras sementes.

"O clima para essa safra 2014/15 está bastante favorável tanto para Centro-Oeste como o Sul, e também para o Sudeste, embora esta região tenha um foco em outras culturas (cana e café, por exemplo)", disse o meteorologista Alexandre Nascimento, da Climatempo.

No início do mês, o Centro de Previsão Climática, do governo dos Estados Unidos, disse que as chances de El Niño nos próximos meses é de 65 por cento.

"O consenso entre meteorologistas projeta uma ocorrência de El Niño entre agosto e outubro com um pico de intensidade fraca durante o final do outono (do Hemisfério Norte, final da primavera no Hemisfério Sul) e início do inverno (verão do Hemisfério Sul), disse a agência em um relatório mensal.

Nascimento, da Climatempo, explicou que o El Niño no Brasil, mesmo que fraco, favorece sol pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite, o que ajuda o desenvolvimento das lavouras de grãos.

O El Niño tem efeitos mais pronunciados nos extremos do país --no Norte, Nordeste e no Sul--, mas em grande parte do território, no Brasil central, a influência é moderada, ressaltou o meteorologista Manuel Rangel, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ligado ao Ministério da Agricultura.

"A expectativa é que as chuvas fiquem ligeiramente acima da média... Mas o El Niño tem um efeito bem diferente dependendo da região", disse ele.   Continuação...