Avanço no mercado de trabalho ainda não é suficiente para alta dos juros, diz Fed

quarta-feira, 20 de agosto de 2014 16:38 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, tem sido surpreendido pela velocidade com que o mercado de trabalho do país está se recuperando, mas não quer antecipar a planejada alta dos juros até que a recuperação mostre-se mais convincente, mostrou a ata de sua última reunião de política monetária.

As autoridades "em geral concordaram" que as melhoras no mercado de trabalho ao longo do último ano foram "maiores do que o esperado", de acordo com a ata da reunião de 29 e 30 de julho do Fed, divulgada nesta quarta-feira.

O Fed havia dito em seu comunicado de política após a reunião que havia "significativa" capacidade ociosa no mercado de trabalho, mas a ata mostrou que muitos membros do comitê de política acharam que essa caracterização "pode ter que mudar em breve".

"As condições do mercado de trabalho moveram-se notadamente para mais perto daquelas que são consideradas como normais no longo prazo", disse a ata.

Ainda assim, a maioria das autoridades sentiu que qualquer mudança em sua visão sobre quando começar a subir os juros "vai depender de mais informações sobre as trajetórias da atividade econômica, do mercado de trabalho, e inflação".

A ata também mostrou que as autoridades concordaram com muitos elementos de uma estrutura para eventualmente elevar as taxas de juros que estão perto de zero, com quase todos concordando que seria apropriado manter a taxa overnight dos Fed funds como taxa básica.

Quase todas as autoridades disseram que manterão como meta uma faixa de 0,25 ponto percentual para a taxa Fed funds, que eles têm mantido entre zero e 0,25 por cento desde o final de 2008.

Para estabelecer o limite superior de futuras faixas para a meta dos juros, a maioria das autoridades espera contar com a taxa que o Fed paga a bancos comerciais sobre o excesso de dinheiro que eles deixam no banco central. A parte mais baixa da faixa seria determinada pela mesma taxa que o banco planeja pagar nas operações compromissadas overnight.

Os juros futuros continuam a indicar uma primeira alta da taxa do Fed em julho do próximo ano, embora as chances de uma ação mais cedo tenham aumentado ligeiramente.