20 de Agosto de 2014 / às 20:33 / 3 anos atrás

Morre funcionário ferido em explosão na refinaria da Petrobras em Manaus

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um funcionário da Petrobras morreu após ser ferido em explosão na Estação de Tratamento de Efluentes da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), em Manaus, no sábado, disse a Federação Única dos Petroleiros (FUP) nesta quarta-feira.

Segundo a FUP, a explosão teria ocorrido às 22h50 de sábado, quando o trabalhador deu partida em uma máquina na Unidade de Hidrotratamento da refinaria.

Antonio Rafael Santana, 26 anos, era engenheiro civil, admitido como operador da Petrobras na área de Urucu, mas trabalhava na refinaria há quatro meses.

O funcionário teve 75 por cento do corpo queimado e, devido ao estado grave de saúde, não pode ser transferido para o Hospital da Força Aérea do Rio de Janeiro.

"A Petrobras ainda não confirmou, mas a causa do acidente pode ter sido um vazamento de gás", disse a FUP, em nota.

Procurada na segunda-feira, a Petrobras informou que estava dando "toda a assistência ao empregado e familiares" e que o acidente não havia resultado em danos ambientais.

Nesta quarta-feira, a Petrobras não respondeu imediatamente o pedido de informações da reportagem.

Não é a primeira vez que um funcionário morre após incidente na Reman, informou a FUP em nota. Em setembro de 2010, uma técnica de operação, Renata Benigno, foi vítima de um grave acidente na refinaria e morreu após 10 dias de internação.

De acordo com a FUP, em apenas uma semana a Petrobras registrou seis acidentes em suas refinarias.

Também no sábado, a Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), registrou um incidente, quando um operador realizava manobra de drenagem e foi atingido por mistura de produtos com temperatura de 180 graus Celsius. Segundo a federação, o funcionário sofreu irritações na face, pescoço e olhos.

Outros três acidentes foram registrados na Reduc, na terça-feira da semana passada, de acordo com a FUP. Um funcionário teria sido vítima de cortes no braço, outro teria sofrido ferimentos no rosto e um terceiro teve o supercílio cortado.

Já na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), em Cubatão (SP), um operador teve cerca de 20 por cento do corpo queimado nesta terça-feira, após um incidente no trabalho, segundo a FUP.

Por Marta Nogueira e Jeb Blount

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below