Air Berlin anuncia novas medidas de reestruturação e ações sobem

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 09:25 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A companhia aérea alemã Air Berlin apresentou novas medidas para voltar a ter lucro, incluindo cortes de frota, mudanças em rotas e planos para uma cooperação mais próxima com parceiros de aliança, ajudando a impulsionar suas ações nesta quinta-feira.

A segunda maior companhia aérea da Alemanha, que no final da quarta-feira divulgou lucro líquido para o segundo trimestre pela primeira vez em cinco anos, disse que visa um lucro anual sustentável com uma margem segura dentro de três anos.

"Se dissermos sustentável, significa em um nível líquido e com uma certa margem. Não significa que apenas passariamos à lucratividade no terceiro ano, pode ser antes", disse Wolfgang Prock-Schauer em uma teleconferência com analistas.

A Air Berlin registrou seu primeiro lucro líquido anual em cinco anos em 2012, mas apenas depois que a acionista Etihad, com 29 por cento de participação, comprou uma fatia majoritária em seu programa de milhas.

As ações do grupo, que não estão mais listadas em qualquer grande índice alemão após despencarem durante os últimos 18 meses, subiam 15 por cento às 9h24 (horário de Brasília).

A Air Berlin acumulou dívidas após uma rápida expansão e foi resgatada graças a injeções de caixa da Etihad.

A companhia fornecerá mais detalhes sobre a reestruturação, inclusive detalhes de quais aeronaves vai buscar remover de sua frota e sobre a possível cooperação com a Alitalia [CAITLA.UL], companhia aérea italiana que tem o apoio da Etihad, em setembro.

(Por Victoria Bryan e Peter Maushagen)