Navegador Opera Mini será padrão em celulares da Microsoft

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 10:00 BRT
 

OSLO (Reuters) - A fabricante de software norueguesa Opera assinou um acordo para assumir a unidade de navegadores de Internet da produtora de celulares Nokia, da Microsoft, e divulgou nesta quinta-feira resultados do segundo trimestre acima das expectativas do mercado.

"Nós assinamos um acordo de licença estratégico com a Microsoft. Estamos basicamente assumindo a unidade de navegadores da Nokia", disse o presidente-executivo da Opera, Lars Boilsesen. "Isso significa que o Opera Mini será o navegador padrão para os feature phones da Microsoft e para as linhas de telefones Asha."

O acordo será lucrativo desde o princípio, disse.

"Toda a atual base de usuários será encorajada a atualizar para o Opera Mini e todos os novos celulares virão com o Opera Mini pré-instalado como navegador padrão. É um ótimo acordo para nós. Sonhamos com isso por mais de dez anos."

Em comunicado separado, a Opera disse que o acordo de licenciamento se aplica a telefones celulares Series 30+, Series 40 e às plataformas de software Asha.

No segundo trimestre, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Opera subiu 24 por cento, para 27 milhões de dólares, ultrapassando a previsão média de 24,7 milhões de dólares de analistas ouvidos pela Reuters.

A empresa previu Ebitda para o ano entre 117 milhões e 124 milhões de dólares, acima da projeção anterior entre 110 milhões e 120 milhões de dólares, antevendo receitas entre 480 milhões e 500 milhões de dólares, frente a previsão anterior de 435 milhões a 460 milhões de dólares.

(Por Joachim Dagenborg)