BC dos Emirados Árabes diz que Standard Chartered pode ser processado

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 10:28 BRT
 

ABU DHABI, 20 Ago (Reuters) - O grupo bancário Standard Chartered pode ser processado nos Emirados Árabes Unidos depois de ter concordado em encerrar as contas de alguns clientes nos Emirados em um acordo antilavagem de dinheiro com reguladores dos Estados Unidos, disse o banco central dos Emirados nesta quinta-feira.

Sob o acordo, anunciado na terça-feira, o banco concordou em pagar uma multa de 300 milhões de dólares, encerrar relacionamentos de alto risco com clientes corporativos de tamanhos pequeno e médio nos Emirados Árabes, e a suspender o processamento de pagamentos denominados em dólares para alguns clientes em sua unidade de Hong Kong.

Nos Emirados Árabes, entre 1.400 e 8 mil contas do Standard Chartered devem ser afetadas, disse o banco central, acrescentando que examinará cada conta para identificar quaisquer violações.

O banco sediado na Grã-Bretanha poderá ser processado pelos titulares das contas "devido aos danos materiais e morais recaindo sobre eles", disse o BC.

O banco central acrescentou que sua unidade de defesa ao consumidor está disposta a considerar reclamações de titulares de contas afetadas.

O Standard Chartered disse na terça-feira, depois que o acordo foi anunciado, que de qualquer modo está buscando sair do negócio de atender clientes pequenos e médios nos Emirados Árabes como parte de um amplo esforço para afiar seu foco estratégico.

"Os Emirados continuam como uma das principais unidades do Standard Chartered globalmente e a medida não reflete um foco menor no país", disse o banco em um comunicado.

O StanChart não tinha mais comentários quando contatado pela Reuters nesta quinta-feira.

(Por Stanley Carvalho)