França é forçada a importar trigo após chuvas afetarem qualidade da colheita

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 12:48 BRT
 

Por Valerie Parent

PARIS (Reuters) - A safra de trigo afetada por chuvas na França passou pelo primeiro choque da temporada 2014/15, com o país que é o maior produtor e exportador da Europa comprando cereal para moagem da Lituânia e da Grã-Bretanha para misturar na sua colheita atipicamente de baixa qualidade, devido à necessidade de se cumprir os contratos firmados antes da temporada.

As exportações francesas superam as da Grã-Bretanha e Lituânia no mercado global, mas um verão úmido significa que a França deverá produzir mais trigo para ração animal e menos cereal de alta qualidade para indústria de panificação neste ano.

As importações são o sinal mais recente de que a França deve lutar para reter sua fatia de mercado nas exportações de trigo nesta temporada porque uma parte grande de sua safra não está atendendo aos critérios de seus tradicionais clientes.

Durante os últimos 13 anos, de acordo com os registros da Reuters, a França importou apenas uma vez volumes significativos de trigo da Lituânia. Isso foi em 2010/11, quando o país também enfrentou problemas de qualidade.

O total importado então, de 22.600 toneladas, foi inferior a um único carregamento de 27.500 toneladas de trigo de alto teor de proteína, que operadores e fontes no porto informaram à Reuters que estava sendo descarregado em Rouen nesta quinta-feira.

"Claramente há um volume significativo de trigo para ração na França, que normalmente não tem, por isso, eles vão lutar para cumprir com as exportações normais para destinos e obrigações", disse um operador da Grã-Bretanha.

Os mercados importantes para a França na África do Norte, particularmente a Argélia, o quarto maior importador de trigo do mundo, deverão olhar para outros fornecedores nas compras futuras, mas no curto prazo os exportadores estão cumprindo seus contratos existentes ao misturar com trigo estrangeiro de melhor qualidade.

Considerando o trigo britânico, um carregamento de 3 mil toneladas chegou em Dunkirk mais cedo esta semana. Um segundo carregamento, de 4,4 mil toneladas, estava em Rouen nesta quinta-feira, e outros devem chegar, disseram as fontes.

(Reportagem adicional de Sarah McFarlane)