Yellen diz que mercado de trabalho dos EUA ainda sofre e pede política "pragmática"

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 11:17 BRT
 

JACKSON HOLE EUA (Reuters) - Os mercados de trabalho dos Estados Unidos continuam prejudicados pelos efeitos da Grande Recessão e o Federal Reserve deve agir cautelosamente ao determinar quando a economia estará forte o suficiente para que a taxa de juros suba, afirmou nesta sexta-feira a chair do banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, em uma defesa de sua postura.

Em discurso na conferência de bancos centrais em Jackson Hole, Yellen apresentou em detalhes por que sente que a taxa de desemprego não é suficiente para avaliar a força do mercado de trabalho dos EUA.

A taxa de desemprego tem caído mais rapidamente do que o esperado, mas Yellen afirmou os problemas econômicos dos últimos cinco anos deixaram milhões de trabalhadores afastados do mercado, desencorajados ou presos em empregos de meio período --fatos que não são capturados pela taxa de desemprego.

(Por Howard Schneider)