Contração da economia da Rússia amplia temores de recessão

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 12:00 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A economia da Rússia contraiu em termos anuais por dois meses seguidos, informou nesta sexta-feira o Ministério da Economia, ampliando as preocupações de que o país pode estar caminhando para uma recessão em meio às sanções ocidentais devido à crise da Ucrânia.

Em relatório semanal de monitoramento macroeconômico, o ministério estimou que o Produto Interno Bruto contraiu 0,2 por cento em julho em comparação com o ano anterior, após queda de 0,1 por cento em junho.

As estimativas do ministério de contração em junho e julho contrastam com sua projeção anterior de crescimento de 0,6 por cento em junho, após expansão de 1,3 por cento em maio.

"É uma revisão bastante forte", disse o economista-chefe do ING Dmitry Polevoy. "Em geral, esse é um sinal preocupante que sugere que a economia continua a perder fôlego."

O governo projeta oficialmente crescimento econômico de 0,5 por cento em 2014, embora autoridades do Ministério da Economia tenham dito nas últimas semanas que esperam crescimento de cerca de 1 por cento.

Polevoy afirmou que esse número parece cada vez mais difícil de alcançar. O crescimento foi de 0,7 por cento nos sete primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com os últimos números do ministério.

"O risco de número anual negativo no PIB (em 2014) é ainda alto, e esses riscos estão provavelmente crescendo devido às tensões geopolíticas", disse.

Economistas consultados pela Reuters no final do mês passado projetam que a economia crescerá apenas 0,3 por cento em 2014.

(Reportagem de Jason Bush e Maria Kiselyova)