Venezuelana PDVSA estuda importar petróleo da Argélia, aponta documento

quarta-feira, 27 de agosto de 2014 15:34 BRT
 

HOUSTON (Reuters) - A estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) está considerando importar petróleo argelino do tipo Saharan Blend para diluir a seu próprio petróleo extrapesado, de acordo com um documento da empresa ao qual a Reuters teve acesso nesta quarta-feira.

A medida marcaria a primeira importação de petróleo na história do país sul-americano.

Nos últimos anos, a PDVSA tem comprado um volume crescente de produtos refinados, como nafta pesada para a misturar com a sua produção de petróleo extrapesado da Faixa Petrolífera Hugo Chávez, no Orinoco, maior região produtora do país membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Essas operações são feitas para converter petróleo pesado em um produto exportável, em meio ao declínio da produção local de petróleos brutos médios e leves anteriormente utilizados como diluentes.

A nafta está sendo importada a preços elevados no mercado aberto, afetando o fluxo de caixa da PDVSA, a principal fonte de renda para o governo socialista de Nicolas Maduro. Importações de petróleo bruto seriam menos onerosas se fossem feitas através de contratos de fornecimento.

"(O Departamento de) Comércio (da PDVSA) avalia a recente estratégia de importar petróleo Saharan Blend da Argélia", diz o documento.

(Reportagem de Marianna Parraga)