Governo eleva projeção do salário mínimo para 2015 a R$788,06

quinta-feira, 28 de agosto de 2014 15:19 BRT
 

Por Luciana Otoni

BRASÍLIA (Reuters) - O governo brasileiro elevou para 788,06 reais a previsão do valor do salário mínimo a vigorar em 2015, 1,1 por cento acima do valor de 779,79 reais projetado anteriormente, após a revisão para cima das premissas que compõem o reajuste.

O novo valor consta no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) divulgado nesta quinta-feira, na única alteração em relação aos parâmetros macroeconômicos apresentados em abril na proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O salário mínimo para o próximo ano é 8,8 por cento superior ao valor do mínimo nacional deste ano, de 724 reais. A mudança na comparação com o previsto anteriormente é resultado da revisão para cima do crescimento de 2013 e de estimativa maior para inflação neste ano.

As premissas para correção do salário mínimo são a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores e do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior.

No fim de maio, o PIB de 2013 foi revisado de alta de 2,3 para avanço de 2,5 por cento. Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, as expectativas para o INPC no fechado de 2014 também subiram sobre o previsto em abril, mas ele não forneceu detalhes sobre a revisão.

O governo manteve a expectativa de crescimento de 3 por cento do PIB no próximo ano, bem acima da mediana das previsões de economistas de instituições financeiras do Boletim Focus, do Banco Central, que estimam expansão de 1,20 por cento.

Questionado sobre essa visão otimista já que 2014 deverá registrar baixo crescimento, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que em 2015 o Brasil não enfrentará problemas decorrentes da seca e que espera uma melhora da economia mundial. "Vai haver mudança fundamental o cenário".

O ministro, no entanto, deixou em aberto a possibilidade de revisão da estimativa. "Provalvemente previsões serão revistas e nossa previsão poderá ser revista também."   Continuação...