Bancos devolverão 3,51 bi de euros de empréstimos da crise ao BCE

sexta-feira, 29 de agosto de 2014 08:23 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - Bancos vão devolver 3,509 bilhões de euros dos empréstimos de longo prazo com o Banco Central Europeu na próxima semana depois que o BCE começou a cobrar pela manutenção de excedentes em tesouraria e prometeu mais empréstimos de longo prazo.

O montante que os bancos vão pagar em 3 de setembro é mais do que os repagamentos de empréstimos da crise pagos nesta semana, de 1,359 bilhão de euros, e supera a previsão de 2,3 bilhões em uma pesquisa da Reuters.

O BCE cortou taxas de juros para níveis recordes em junho - a taxa de depósito para abaixo de zero - e tomou várias medidas para aumentar a concessão de empréstimos a empresas da zona do euro. A instituição também se comprometeu a fazer mais se for necessário para combater o risco de deflação ao estilo japonês.

As medidas incluem um novo esquema de empréstimo de quatro anos, o qual o BCE espera irá encorajar os bancos a aumentar seus empréstimos.

(Reportagem de Paulo Carrel)

 
Logo do euro fotografado em frente à sede do Banco Central Europeu, em Frankfurt, na Alemanha.  7/08/2014.  REUTERS/Ralph Orlowski