NewLink diz que FDA aprova testes com humanos para vacina contra Ebola

quinta-feira, 4 de setembro de 2014 09:54 BRT
 

(Reuters) - A NewLink Genetics disse que a agência reguladora de medicamentos e alimentos dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), permitiu que a empresa comece a testar uma vacina experimental contra o Ebola em seres humanos.

O movimento segue a decisão de começar testes iniciais em humanos de uma vacina da GlaxoSmithKline este mês e uma aprovação para testes acelerados de uma vacina da Johnson & Johnson.

A corrida para desenvolver novos medicamentos e vacinas tem sido estimulada por uma decisão da Organização Mundial de Saúde de que é ético usar produtos experimentais na situação de epidemia atual, dado o elevado número de mortos.

A vacina da NewLink, que tem demonstrado sucesso em animais, foi desenvolvida por cientistas do governo canadense e licenciada para a empresa.

A vacina funciona usando um vírus enfraquecido, um patógeno encontrado em gado chamado vírus da estomatite vesicular (VSV).

Um dos genes do vírus é substituído por um gene do vírus Ebola. O gene Ebola faz uma proteína inofensiva que fica na camada externa do vírus.

A ideia é que após o VSV ser injetado, o sistema imunológico do corpo irá reconhecer a proteína Ebola como estranha e começar a produzir anticorpos que destroem vírus Ebola, todos os quais têm a proteína.

O estudo irá avaliar como 40 adultos saudáveis ​​respondem a várias doses de vacina.

A Reuters informou com exclusivamente no mês passado que a empresa tinha doses suficientes para lançar seu primeiro teste de segurança humana ainda no início terceiro trimestre.

(Reportagem de Natalie Grover em Bangalore)