BCE não foi unânime em corte de juros e outras medidas, diz Draghi

quinta-feira, 4 de setembro de 2014 10:29 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) não tomou decisões unânimes sobre as novas medidas de política monetária que anunciou nesta quinta-feira, disse o presidente do BCE, Mario Draghi.

O BCE cortou inesperadamente as taxas de juros para novas mínimas recordes, levando os custos de empréstimos para o que Draghi chamou de "piso" de perto de zero para elevar a inflação e sustentar a economia. Essa decisão não foi unânime, disse ele.

O BCE também começará a comprar empréstimos securitizados e bônus cobertos no próximo mês, disse Draghi em sua entrevista coletiva mensal.

Houve uma "maioria confortável" a favor de adotar os programas de compra de dívida, disse ele.

O conselho do banco também discutiu afrouxamento quantitativo na forma de programa de compras diretas de ativos.

"QE foi discutido. Alguns de nossos membros do Conselho foram a favor de fazer mais do que acabamos de apresentar, e alguns foram a favor de fazer menos. Então nossas propostas atingem o meio-termo", disse Draghi.

 
Presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, durante entrevista coletiva em Frankfurt. 07/08/2014 REUTERS/Ralph Orlowski