Lufthansa cancela voos após segunda greve de pilotos em uma semana

sexta-feira, 5 de setembro de 2014 10:58 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Lufthansa estava contabilizando nesta sexta-feira o custo de uma segunda greve de pilotos em uma semana, que obrigou a companhia aérea alemã a cancelar cerca de 200 voos do aeroporto de Frankfurt, o terceiro maior centro de conexões da Europa.

A companhia aérea disse que a greve mais recente afeta 25 mil passageiros e acrescentou que ela pode cortar milhões de euros de seus lucros. Para atender os clientes em espera, a companhia reservou 2.200 quartos de hotel e armou 500 camas de campanha no aeroporto para passageiros em trânsito viajando sem visto europeu.

A greve atinge o tráfego de curta distância a partir de Frankfurt e é a terceira neste ano organizada pelo sindicato Vereinigung Cockpit, que representa cerca de 5.400 pilotos alemães de companhias aéreas.

Pilotos da Lufthansa estão fazendo pressão pela manutenção de um programa para aposentaria antecipada para os novos pilotos que estão começando na companhia aérea, a maior da Europa em termos de receita.

Já a administração está sob pressão para reduzir os custos para melhor competir com rivais de baixo custo e companhias aéreas de rápido crescimento do Oriente Médio, embora diga que as negociações para alterar o programa de aposentadoria antecipada não fazem parte de seu plano de reestruturação, batizado de SCORE.

As negociações com os pilotos tornaram-se mais urgentes depois da Lufthansa cortar em junho as metas de lucro para os próximos dois anos. A companhia busca agora um lucro operacional de 1 bilhão de euros (1,3 bilhão de dólares) em 2014, com a expectativa de dobrá-lo para 2 bilhões de euros em 2015.

(Por Victoria Bryan e Peter Maushagen)