Dólar fecha em leve queda ante o real de olho em novas pesquisas eleitorais

sexta-feira, 5 de setembro de 2014 19:22 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em leve queda ante o real nesta sexta-feira, com investidores desviando a atenção do fraco resultado do mercado de trabalho dos Estados Unidos em agosto para as pesquisas eleitorais que devem ser divulgadas nos próximos dias.

A moeda norte-americana fechou em queda de 0,17 por cento, a 2,2396 reais na venda, acumulando leve alta de 0,03 por cento na semana. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro desta sessão ficou em torno de 1 bilhão de dólares.

"Parece que toda a trajetória do dólar vai ser baseada nas pesquisas eleitorais daqui para frente. E como as últimas pesquisas deixaram um pouco de dúvida sobre a vantagem da Marina (Silva, candidata do PSB à Presidência), o mercado fica cauteloso", afirmou o operador de câmbio da corretora Intercam Glauber Romano.

Marina tem aparecido como favorita em um eventual segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff (PT), e a perspectiva de vitória da candidata da oposição tem animado o mercado, que critica a condução da política econômica do atual governo.

Contudo, as mais recentes pesquisas Ibope e Datafolha mostraram redução na distância entre as duas candidatas, e agora os investidores aguardam os próximos levantamentos para confirmar ou não a tendência de disputa mais acirrada em segundo turno.

Novos levantamentos do Datafolha, de abrangência nacional, e do Ibope, em São Paulo e Rio de Janeiro, estão previstos para serem divulgados a partir de terça-feira.

Durante quase toda a manhã, o dólar operou em queda ante o real, após dados mostrarem que a economia dos Estados Unidos gerou menos vagas de trabalho do que o esperado em agosto, sugerindo que o banco central do país pode demorar para elevar os juros.

"A melhora no mercado de trabalho poderia ser inflacionária. Como ela não se confirmou, há menos pressão para o Fed aumentar juros", disse o superintendente de câmbio da corretora Advanced, Reginaldo Siaca, referindo-se ao Federal Reserve, banco central norte-americano.   Continuação...