BR Properties completa venda de cotas de fundo por R$425,9 mi

segunda-feira, 8 de setembro de 2014 10:32 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Set (Reuters) - A empresa de imóveis comerciais BR Properties informou nesta segunda-feira que consumou a venda da totalidade de cotas detidas no Fundo de Investimento Imobiliário Comercial Progressivo II para fundo de investimento do empresário Michael Klein, em operação de 425,9 milhões de reais.

Em fato revelante, a BR Properties assinalou que o montante corresponde à diferença entre 606,7 milhões de reais e o saldo da dívida decorrente da emissão de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) em 5 de setembro, de 180,8 milhões, conforme acordado em contrato.

Em agosto, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a operação, que foi anunciada pela BR Properties em julho.

O empresário Michael Klein realizou a aquisição por meio do Twinsk Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Multimercado Crédito Privado Investimento no Exterior, cessionário da sociedade Capital Brasileiro de Empreendimentos Imobiliários Ltda.

O FII Comercial Progressivo possui 36 propriedades em 11 Estados do Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Norte do país, além do Distrito Federal.

Em documento arquivado no Cade, as partes informaram que a compra das cotas no fundo "faz parte da estratégia do Twinsk de estar presente nas cinco regiões do país, com imóveis bem localizados que, alugados a empresas atuantes em diversos mercados como varejo de bens duráveis ou de roupas, por exemplo, tragam boa rentabilidade para o Grupo".

A BR Properties, por sua vez, usará os recursos captados com a operação para reduzir a dívida líquida, em seu programa de recompra de ações e para pagamento de dividendo a acionistas.

No início deste mês, a companhia de imóveis comerciais também anunciou a realização de mais uma etapa da operação de transferência de galpões industriais ao grupo Global Logistic Properties Limited (GLP), numa transação de 92,055 milhões de reais, informando que ativos equivalentes a 576,4 milhões não fazem mais parte da operação.

Somando-se ao preço de ativos já transferidos anteriormente, o total das operações no negócio com a GLP até agora é de 2,47 bilhões de reais, sendo que outros 171,85 milhões ainda serão transferidos, disse a BR Properties na ocasião.

(Por Marcela Ayres)