IGP-M sobe 0,26% na 1ª prévia de setembro e tem 1ª alta desde maio, diz FGV

terça-feira, 9 de setembro de 2014 08:26 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,26 por cento na primeira prévia de setembro, após deflação de 0,31 por cento no mesmo período de agosto, voltando a subir pela primeira vez desde maio.

De acordo com dados da Fundação Getulio Vargas divulgados nesta terça-feira, o resultado deve-se à alta dos preços no atacado depois de terem recuado no mês anterior, além da aceleração da inflação no varejo. A última vez que o IGP-M registrou alta foi na primeira prévia de maio.

O indicador havia encerrado agosto com deflação de 0,27 por cento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, teve avanço de 0,31 por cento na primeira prévia de setembro, após cair 0,56 por cento na primeira prévia de agosto.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30 por cento no índice geral, acelerou a alta a 0,18 por cento, contra variação positiva de 0,03 por cento anteriormente.

Por sua vez, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,12 por cento, abaixo do resultado de 0,44 por cento na primeira apuração do mês anterior. O INCC responde por 10 por cento do IGP-M.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

A primeira prévia de setembro do IGP-M calcula as variações de preços no período entre os dias 21 e 31 do mês de agosto.

(Por Camila Moreira; Edição de Marcela Ayres)