Unica ainda aponta maior produção de açúcar e etanol até agosto

terça-feira, 9 de setembro de 2014 13:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Com uma moagem de cana mais acelerada na temporada 2014/15 do centro-sul do Brasil, a produção de açúcar da principal região produtora do país até o final de agosto ainda apresenta alta de 4,4 por cento na comparação com 2013/14, mas essa tendência deverá mudar nos próximos meses, pelo efeito da seca e em função da perspectiva de uma safra mais alcooleira ao seu final.

No acumulado da safra 14/15, a produção de açúcar até a segunda quinzena de agosto somou 20,93 milhões de toneladas, informou nesta terça-feira a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), apontando também um aumento de 5 por cento fabricação de etanol ante o mesmo período de 2013/14, para 16,15 bilhões de litros.

Esses volumes obtidos até o período de pico do processamento de cana do centro-sul, entretanto, não espelham o resultado final da safra, que segundo a Unica registrará uma queda de quase 9 por cento na produção de açúcar e de mais de 6 por cento para o etanol, por conta principalmente dos efeitos da severa seca do início do ano.

Na segunda quinzena de agosto, apesar de as usinas terem moído o maior volume da safra 2014/15, o volume processado caiu 2,9 por cento na comparação com a mesma época do ano passado, indicando uma menor oferta da matéria-prima, com reflexos negativos na produção de açúcar, que somou 3 milhões de toneladas, contra 3,2 milhões de toneladas em 13/14, queda de mais de 6 por cento.

MAIS ETANOL

A queda na fabricação do adoçante na comparação anual ocorreu também com as usinas elevando a quantidade de cana destinada à fabricação de etanol.

Com relação ao biocombustível, as usinas da principal região produtora de cana do Brasil produziram 2,25 bilhões de litros na segunda quinzena de agosto, aumento de 7,5 por cento ante o mesmo período de 2013/14.

Nos últimos 15 dias de agosto, a proporção de cana para o açúcar totalizou 45,31 por cento, ante 45,72 por cento contabilizados na quinzena anterior e 48,70 por cento verificados no mesmo período da safra 13/14, queda de mais de três pontos percentuais.   Continuação...