September 9, 2014 / 9:34 PM / 3 years ago

Chuvas inundam mais de 1 milhão de hectares de trigo na Argentina

3 Min, DE LEITURA

BUENOS AIRES (Reuters) - A safra de trigo da Argentina da temporada 2014/15 poderá sofrer graves perdas devido às fortes chuvas que deixaram debaixo d'água mais de um milhão de hectares no centro agrícola do país, cerca de 30 por cento a área dedicada ao cereal, afirmaram especialistas nesta terça-feira.

O excesso de água, com o dobro de precipitações que seriam normais na região no inverno, ameaça também o gado e pode atrasar o plantio de soja e milho, as duas principais culturas de um dos maiores exportadores de alimentos do mundo.

"Na província de Buenos Aires (o maior distrito agropecuário do país), claramente é um problema que está instalado", disse à Reuters o ministro da Agricultura, Carlos Casamiquela.

A Argentina tradicionalmente é o principal fornecedor de trigo para o Brasil, que importa cerca de metade de seu consumo anual.

"Temos quase metade da província inundada", disse a uma rádio local o governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli.

O governo regional declarou estado de emergência em mais de 50 distritos, o que permite a liberação de benefícios fiscais para as áreas afetadas.

Os agricultores argentinos plantaram cerca de 4 milhões de hectares de trigo na temporada 2014/15, área menor que a inicialmente estimado, devido ao excesso de umidade nos campos que impediu a implantação em algumas áreas.

As chuvas também deixaram debaixo d'água estradas rurais e muitas cabeças de gado.

A área mais afetada é o sudeste da província de Buenos Aires, onde cerca de 30 por cento da área de trigo do país sofre com enchentes.

"Esses 30 por cento são parte do que pode ser considerado perdido. A situação é grave", disse à Reuters Germán Heinzenknecht, especialista climático da Consultora de Climatologia Aplicada.

Nessa região, o volume de chuva durante o inverno chegou a cerca de 250 mm de água, bem acima dos 120 mm que costumam atingir a área na estação, disse o meteorologista.

O analista Gustavo López, diretor da consultoria Agritrend, estima que entre 1 milhão e 1,5 milhão de hectares foram afetados pelo excesso de água no sudeste e sudoeste de Buenos Aires.

"Se hoje tivesse que fazer uma estimativa de produção, eu colocaria em 10 milhões ou 10,3 milhões de toneladas, bem menos do que se havia estimado até agora", disse o especialista.

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) prevê uma safra de trigo de 12,5 milhões de toneladas para 2014/15 na Argentina.

A situação para o Brasil, diante de uma quebra de safra na Argentina, não é pior apenas porque o Brasil deverá ter uma colheita recorde em 2014, de 7,67 milhões de toneladas, conforme previu o governo nesta terça-feira.

Reportagem adicional de Nicolas Misculin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below