Ações europeias encerram estáveis e Santander cai com preocupações sucessórias

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 14:21 BRT
 

Por Blaise Robinson

PARIS (Reuters) - As ações europeias fecharam perto da estabilidade nesta quarta-feira, uma vez que receios com a votação pela independência da Escócia e crescentes expectativas de um posicionamento mais "hawkish" do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deixaram investidores apreensivos.

O mercado passou a se preocupar com o avanço dos partidários da independência escocesa nas pesquisas de opinião, uma semana antes de um referendo sobre a questão. Além disso, preocupavam-se com a alta dos rendimentos dos títulos dos EUA, antecipando um tom mais linha-dura na reunião do Fed na semana que vem.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, teve oscilação positiva de 0,02 por cento, a 1.385 pontos. O índice anulou todos os ganhos motivados pelas medidas adotadas pelo Banco Central Europeu na semana passada para apoiar a economia da região.

O índice espanhol IBEX foi pressionado pela queda das ações do Santander.

O papel do banco espanhol recuou 0,7 por cento depois que a morte do presidente do seu Conselho motivou preocupações sobre sucessão. Emilio Botín, que transformou o Santander de um pequeno banco doméstico no maior banco da zona do euro, morreu de um ataque cardíaco aos 79 anos na noite da terça-feira.

"Ele era visto como o homem que transformou o Santander em um banco global", disse o analista da Beka Finance, Javier Bernat Valenzuela. "Ele era a pessoa que cuidou do banco nos últimos 30 anos. Mas é preciso se dar conta de que não acontecerão mudanças significativas pois o banco é muito bem estruturado".

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,02 por cento, a 6.829 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,11 por cento, a 9.700 pontos.   Continuação...