ANP autoriza testes em veículos de gasolina com mais etanol

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 07:40 BRT
 

SÃO PAULO, 11 Set (Reuters) - A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a Petrobras Distribuidora a comercializar combustível constituído por 72,5 por cento de gasolina e 27,5 por cento de etanol anidro para realização de testes de avaliação da viabilidade técnica da mistura.

No início deste mês, o plenário do Senado aprovou projeto de lei que aumenta o percentual de biodiesel no diesel e que também autoriza o governo a elevar a mistura de etanol anidro na gasolina, desde que constatada sua viabilidade técnica. O projeto aguarda sanção da presidente Dilma Rousseff.

Em autorização publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União, a ANP informou que os testes com o combustível serão realizados em veículos da Volkswagen e da Caoa, que poderão consumir um limite de 385.000 litros e 150.000 litros, respectivamente, no âmbito das avaliações.

A autorização da agência reguladora tem prazo de vigência de 190 dias.

Atualmente, o Brasil mistura 25 por cento de etanol anidro à gasolina, trabalhando no limite superior estabelecido pela lei.

Com maior proporção de combustíveis renováveis nos fósseis, o governo busca aliviar a necessidade de importação de derivados de petróleo, que tem afetado as contas da Petrobras.

O aumento da mistura de etanol, defendido pelo setor sucroalcooleiro, também poderia amenizar a crise vivida pelas usinas de cana, já que o anidro é mais caro do que o hidratado (usado pelos veículos flex) e poderia ser fonte de receita adicional para as indústrias.

(Por Marcela Ayres)