Eletronuclear diz que obras em Angra 3 serão retomadas

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 09:37 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As obras da usina nuclear Angra 3 serão retomadas pela construtora Andrade Gutierrez, depois da companhia ter suspendido as atividades em maio alegando custos adicionais na construção da usina à Eletronuclear, empresa responsável pelo empreendimento.

A Eletronuclear informou em nota nesta quinta-feira que a Andrade Gutierrez comprometeu-se, por meio de ofício, a retomar as suas atividades no canteiro de obras, recontratando pessoal.

"A expectativa da Eletronuclear é que, em breve, as obras voltem ao seu ritmo normal", informou a empresa em nota.

Segundo a empresa do grupo Eletrobras, a Andrade Gutierrez suspendeu em maio as atividades, desmobilizando pessoal e equipamentos, "antes mesmo que as negociações para repactuação das condições contratuais, ora em andamento com a Eletronuclear, fossem concluídas".

Diante do posicionamento da Andrade Gutierrez de reiniciar atividades, a Eletronuclear decidiu suspender processo administrativo contra a construtora e as decorrentes penalidades.

Na última semana, integrantes dos consórcios vencedores da licitação da montagem eletromecânica de Angra 3 assinaram os contratos de serviços e, dentro de algumas semanas, essas atividades devem ser iniciadas, segundo a Eletronuclear, que tem como meta entrada em operação de Angra 3 em 2018.

A usina nuclear Angra 3 será o terceiro grande empreendimento de geração de energia nuclear no país, com capacidade de 1.405 megawatts (MW).

Representantes da Andrade Gutierrez não puderam ser imediatamente encontrados para comentar.

(Por Anna Flávia Rochas; Edição de Marcela Ayres)