Ações europeias encerram perto de mínima de uma semana e mineradoras caem

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 14:23 BRT
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam perto da mínima em uma semana nesta quinta-feira, após os pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos subirem na semana passada e com ações de mineradoras recuando em meio a preocupações sobre o crescimento econômico da China.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis europeus, fechou em queda de 0,13 por cento, a 1.383 pontos. O índice atingiu 1.377 pontos na mínima do dia, o menor nível em uma semana, depois que dados mostraram que o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego cresceu na semana passada.

O índice STOXX Europe 600 de matérias-primas caiu 0,3 por cento, por dados que mostraram que a inflação ao consumidor na China desacelerou mais que o esperado em agosto, sugerindo que a economia está perdendo ímpeto.

Investidores estão tentando mensurar a força da economia dos EUA antes da reunião do Federal Reserve, banco central do país, na semana que vem, buscando pistas sobre o momento da primeira alta dos juros norte-americanos em mais de oito anos.

"Os números foram ligeiramente decepcionantes e a reação do mercado sugere que investidores estão um pouco nervosos antes da próxima reunião do Federal Reserve", disse o analista de ações da Hargreaves Lansdown, Keith Bowman.

A confirmação de que a União Europeia vai impor novas sanções contra a Rússia pelo conflito na Ucrânia a partir de sexta-feira e a preocupação sobre o impacto delas sobre a economia europeia também pesaram sobre as ações.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,45 por cento, a 6.799 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,09 por cento, a 9.691 pontos.   Continuação...