Governo deve leiloar cinco trechos de rodovias até meados de 2015, diz ministro

sexta-feira, 12 de setembro de 2014 11:59 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo deve leiloar até o fim do primeiro semestre de 2015 as concessões de mais cinco trechos de rodovias, disse nesta sexta-feira o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos.

O novo pacote de concessões havia sido anunciado pelo governo em janeiro, mas até o momento nenhum leilão aconteceu.

O primeiro lote a ser licitado deve ser o da nova concessão da Ponte Rio-Niterói, administrada pela CCR, mas cujo contrato vence em maio do ano que vem.

Segundo a diretora da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Natália Marcassa,  "se tudo correr bem" o leilão tem condições técnicas de ocorrer até dezembro, no mais tardar, no início do próximo ano.

Os demais trechos incluem 976 quilômetros das BRs 163 e 230, entre Sinop (MT) e Miritituba (PA); 703 quilômetros da BRs 364 e 060 entre Rondonópolis (MT) e Goiânia (GO); 439 quilômetros da BR-364 entre Jataí (GO) e o entroncamento com a BR-153 (MG); 493 quilômetros das BRs 476,153 e 282 entre Lapa (PR), Chapecó (SC) e a divisa entre Paraná e Santa Catarina.

O ministro Passos participou nesta sexta-feira da assinatura do contrato de concessão da BR-153 (GO/TO), arrematada em maio pela Galvão Engenharia.

A expectativa do governo é de a empresa conclua em cerca de 18 meses a execução de 10 por cento das obrigações totais de duplicação do trecho, exigência do edital para que o concessionário comece a cobrar pedágio. O prazo começa a contar a partir do momento em que a empresa assumir a rodovia.

Ao todo, a empresa terá de duplicar 598 quilômetros do trecho em cinco anos. O investimento total a ser feito na concessão soma 4,3 bilhões de reais ao longo de 30 anos.

(Por Leonardo Goy)