Óleo e Gás conclui renegociação de contrato para plataforma OSX 3

sexta-feira, 12 de setembro de 2014 13:48 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Óleo e Gás Participações, em recuperação judicial, concluiu a renegociação do contrato de afretamento da unidade de produção de petróleo FPSO OSX 3, da OSX Brasil, informou a petroleira em fato relevante nesta sexta-feira.

A plataforma OSX 3, que pertence a empresa de construção naval OSX --também em recuperação judicial-- é responsável pela produção de petróleo da Óleo e Gás no campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos, o principal ativo da companhia.

"A Operação OSX 3 visa a ajustar os parâmetros para a continuidade da exploração do campo de Tubarão Martelo de maneira economicamente viável e por maior período", disse a Óleo e Gás em comunicado.

A revisão de contrato inclui redução da taxa do afretamento da plataforma para 250 mil dólares por dia a partir da data de entrega da embarcação (19 de novembro de 2013).

O acordo prevê ainda a taxa de afretamento acumulada na primeira fatura, de 19 de novembro de 2013 a 31 de agosto de 2014, a ser paga dentro de três dias úteis a contar da data de fechamento (17 de setembro de 2014).

A renegociação é um importante passo para a recuperação judicial tanto da Óleo e Gás quanto da OSX, já que trata de esclarecimentos de como serão tratados os bonds emitidos pela OSX para atender contratos com a Óleo e Gás.

Ambas as empresas foram fundadas pelo Eike Batista e causaram o estopim de uma crise financeira que abalou todas as empresas do empresário, pertencentes ao Grupo EBX.

Com os novos termos, a Óleo e Gás passa a ter o direito de rescindir o Contrato de Afretamento imediatamente, sem que seja penalizada por isso, observados determinados eventos.

O novo contrato também inclui o direito de aquisição, pela Óleo e Gás, de bonds emitidos pela OSX 3 Leasing BV, em determinadas circunstâncias.   Continuação...