Opel, da GM, cortará produção na Rússia em meio à desaceleração econômica

terça-feira, 16 de setembro de 2014 10:38 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Opel, braço na Europa da montadora norte-americana General Motors, está cortando a produção e cerca de 500 postos de trabalho na Rússia, atingida por um rublo fraco e pela queda da demanda local devido à desaceleração da economia e sanções do Ocidente.

A Opel disse nesta terça-feira que cortará a produção na fábrica de São Petersburgo, onde fabrica o Opel Astra e o Chevrolet Cruze, para um turno por dia ante dois.

A empresa também oferecerá pacotes de demissão voluntária para cerca de um quarto dos dois mil trabalhadores da fábrica e acelerará uma medida para usar mais fornecedores locais - mudança que ajudará a companhia a lidar com o enfraquecimento do rublo russo.

As sanções ocidentais contra a Rússia por conta da Ucrânia e a desvalorização do rublo estão causando novas dificuldades para as montadoras. Neste ano, o rublo teve a maior queda entre as principais moedas de países emergentes, tendo recuado mais de 15 por cento em relação ao dólar.

Segundo Tatiana Hristova, analista da consultoria IHS Automotive, a produção de carros de passageiros pode cair 14 por cento este ano, para 2,4 milhões de veículos, caindo outros 6,5 por cento em 2015, para 2,24 milhões de unidades, antes de uma recuperação em 2016.

(Por Andreas Cremer)