Três bancos gregos não passam nos testes do BCE - RTRS

domingo, 26 de outubro de 2014 14:52 BRST
 

Por George Georgiopoulos e Lefteris Papadimas

Atenas (Reuters) - Três dos quatro principais bancos da Grécia não passaram pelo teste de saúde financeira do Banco Central Europeu, mas o banco central do país disse que apenas um desses bancos ainda precisa arrecadar qualquer verba, um imenso respiro ao país onde a crise da zona do euro começou.

Os resultados da avaliação ampla do BCE mostraram que o National Bank e o Eurobank tinham muito pouco capital ao fim do ano passado - mostrando déficits de 3,43 bilhões de euros e 4,63 bilhões de euros respectivamente. 

Mas o chefe do banco central grego Yannis Stournaras disse à Reuters que apenas o Eurobank ainda tem menos do que deveria, de acordo com o cenário adverso do BCE, depois de conseguirem uma reestruturação de apenas 17,5 milhões de euros.

O desgastado sistema bancário grego está sendo observado de perto, parte da extensa revisão de bancos do BCE, com alguns analistas estimando um déficit de até 1,5 bilhão de euros antes do BCE publicar seu veredicto, neste domingo. 

Os resultados servem para animar o governo grego, que espera usar a maioria dos seus 11 bilhões de euros restantes do resgate de um banco estatal para ajudar a se financiar, depois de sair das condições da ajuda financeira da União Europeia e do FMI.

Membros do governo sugeriram que os recursos poderiam ser usados como uma linha de crédito potencial se Atenas sair da ajuda financeira mais cedo que o esperado, no fim do ano.

"Os resultados para os bancos gregos são melhores do que o mercado esperava", disse Takis Zamanis, chefe de negócios da Beta Securities. "O governo tem uma vantagem nas negociações com a troica (UE/FMI)". 

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 5521 2223-7104)) REUTERS MN