Honda corta meta de vendas por impacto de recalls e lançamentos sofrem atrasos

terça-feira, 28 de outubro de 2014 09:10 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Honda cortou sua projeção de vendas para este ano, citando a concorrência no Japão e na China além do impacto dos recalls de novos modelos lançados, mas disse que o iene fraco vai ajudar a companhia a atingir a projeção de lucro operacional de 770 bilhões de ienes.

A terceira maior montadora japonesa em receita disse também, nesta terça-feira, que o lucro operacional caiu 4,1 por cento para 164,4 bilhões de ienes (1,52 bilhão de dólares) no período de julho a setembro, abaixo da mediana de estimativas de 184,1 bilhões de ienes entre 14 analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S.

Na semana passada, a Honda também se desculpou pelo quinto recall doméstico de seu híbrido subcompacto Fit, pelo qual o presidente-executivo e uma dúzia de outros executivos sofreram cortes nos salários. A montadora disse que, como consequência, vai reexaminar seu processo para o desenvolvimento de carros.

"Nossos vários recalls causaram inconveniências aos nossos consumidores", disse o vice-presidente executivo Tetsuo Iwamura após a divulgação dos resultados. "Como consequência deste recall, tivemos que fazer uma inspeção completa de todos os novos modelos (na linha de produção). Isso causou atrasos ... alguns de até seis meses".

A montadora agora espera vender 4,620 milhões de veículos globalmente neste ano, 4 por cento a menos que a estimativa anterior. A companhia cortou suas projeções para o Japão e a China em 100 mil veículos cada, mas deixou sua estimativa para a América do Norte inalterada.

Em termos de receita, a Honda agora espera 12,75 trilhões de ienes para o ano encerrado em março, em vez de 12,80 trilhões de ienes previstos anteriormente.

A montadora também cortou sua projeção de lucro líquido em 5,8 por cento para 565 bilhões de ienes, após registrar um crescimento de 17,9 por cento no segundo trimestre para 141,9 bilhões de ienes.

(Por Chang-Ran Kim e Mari Saito)