Supermercados no Brasil esperam vendas mais modestas no fim de ano

quarta-feira, 29 de outubro de 2014 13:20 BRST
 

Por Marcela Ayres

SÃO PAULO (Reuters) - O crescimento de vendas em supermercados de produtos típicos de fim de ano deve mostrar ligeira baixa em relação ao desempenho estimado para o período em 2013, em meio à desaceleração do faturamento do setor em ano de fraca atividade econômica.

A expectativa é de alta de 14,1 por cento na venda desses itens durante o período natalino - que ganha força a partir da segunda semana de dezembro - contra estimativa de 14,9 por cento feita para igual etapa do ano passado, conforme divulgou a associação que representa os supermercados no país, Abras, nesta quarta-feira.

Apesar do ligeiro recuo, o presidente do conselho consultivo da entidade, Sussumu Honda, classificou as projeções para este ano como positivas, depois que a Copa do Mundo e eleições interferiram na frequência de compras em supermercados no ano.

Em um grupo de nove produtos de época, a expectativa dos supermercadistas para 2014 só supera a de 2013 para a venda de lombo e tender, sendo menor para itens tradicionais como panetone, bebidas natalinas e peru.

Para os produtos importados em geral, a perspectiva também é de menor crescimento de vendas em 2014, de 7,7 por cento contra projeção de 10 por cento no ano passado.

Segundo Honda, as expectativas podem ter sido afetadas pelo fato do desempenho de vendas no Natal do ano passado ter ficado abaixo do esperado. A Abras não divulga o resultado para o período de festas de fim de ano especificamente, mas em dezembro cheio as vendas reais tiveram crescimento de 2,87 por cento na comparação anual, em avanço inferior ao apresentado em meses anteriores.

"Queremos mais este ano, crescimento do ano passado foi muito ruim", disse Sussumu, estimando alta de 4 a 5 por cento para as vendas de dezembro neste ano, sobre a já mencionada base fraca de 2013.

  Continuação...