Bovespa fecha na mínima após Fed, em queda de 2,45%, pressionada por blue chips

quarta-feira, 29 de outubro de 2014 17:55 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou no vermelho nesta quarta-feira, na mínima do dia, em sessão marcada pelo corte de recomendação das blue chips Petrobras e Vale por bancos estrangeiros e resultados corporativos negativos, enquanto permanece a expectativa sobre a nova equipe econômica do governo.

O anúncio do fim do programa de compra de títulos pelo banco central dos Estados Unidos ao término da sua reunião de dois dias de política monetária ampliou as perdas no pregão local na parte da tarde.

O Ibovespa fechou em queda de 2,45 por cento, a 51.049 pontos. O volume financeiro da sessão somou 8,3 bilhões de reais.

De acordo com o gestor Julio Erse, sócio da NP Investimentos, a bolsa ainda passa por uma acomodação após a eleição presidencial no domingo, no aguardo de indicações sobre a política econômica a ser adotada no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

"É preciso ainda saber quem é a nova equipe, avaliar o que será dito e então traçar um cenário (para investimentos). Ainda há muita desconfiança, é justificado não pagar na frente sem um sinal claro de correção do curso das atuais políticas econômicas dado o histórico do governo reeleito", avaliou Erse.

Nos EUA, o Federal Reserve encerrou o programa de títulos conforme esperado amplamente pelo mercado e sinalizou confiança de que a recuperação econômica seguirá nos trilhos nos EUA, apesar de sinais de desaceleração em muitas partes da economia global.

Jack Ablin, vice-presidente de Investimentos do BMO Private Bank, avaliou que o Fed "manteve a porta aberta para uma alta de juros iminente, ao menos retoricamente falando", embora não acredite que isso vá acontecer.

  Continuação...