Gastos empresariais e comércio devem sustentar crescimento dos EUA no 3º tri

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 07:40 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O forte ritmo de gastos empresariais provavelmente impulsionou o crescimento econômico dos Estados Unidos no terceiro trimestre, sinal de que empresários têm confiança na sustentabilidade da recuperação.

O Produto Interno Bruto (PIB) do país provavelmente cresceu ao ritmo anual de 3,0 por cento de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas, com os setores imobiliário, de comércio, público e de consumo também dando sustentação.

Embora isso represente forte desaceleração ante os 4,6 por cento do segundo trimestre, esse seria o quarto trimestre em cinco que a economia expande ao ritmo de 3 por cento ou mais.

"Foi um trimestre muito bom para o investimento empresarial", disse o economista sênior da Moody’s Analytics, Ryan Sweet.

As empresas, com fundos de cerca de 2 trilhões de dólares, têm mostrado lentidão em aumentar os gastos. Mas uma mudança está no ar.

Com a capacidade industrial não utilizada se aproximando de níveis pré-recessão, o relatório do PIB deve mostrar um segundo trimestre seguido de crescimento de dois dígitos nos gastos em equipamentos e alta no investimento em estruturas.

Embora dados na terça-feira tenham sugerido alguma moderação no ritmo de investimento em equipamentos no quarto trimestre, a expectativa ainda é de que permaneça forte o suficiente para manter a economia em ritmo de crescimento mais alto.

Uma das poucas áreas que deve pesar sobre o PIB é a de estoques. Um aumento dos estoques havia acrescentado 1,42 ponto percentual ao crescimento no segundo trimestre.

O Departamento do Comércio vai divulgar sua primeira estimativa do PIB do terceiro trimestre às 10h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira.

(Reportagem de Lucia Mutikani)