PIB dos EUA cresce 3,5% no 3º tri por comércio e gastos com defesa

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 12:13 BRST
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Um déficit comercial menor e um salto nos gastos com defesa sustentaram o crescimento econômico dos Estados Unidos no terceiro trimestre, mas outros detalhes do relatório divulgado nesta quinta-feira indicaram certa perda de ímpeto na atividade.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa anual de 3,5 por cento, informou o Departamento do Comércio nesta quinta-feira, superando a expectativa de economistas de 3 por cento.

Embora o ritmo de crescimento nos investimentos empresariais, moradias e gastos de consumidores tenham desacelerado ante o segundo trimestre, todas essas categorias contribuíram com o crescimento.

"O relatório foi em geral construtivo, com os ganhos em base ampla e indicando um ímpeto fundamental positivo na economia norte-americana", disse o vice-economista-chefe da TD Securities, Millan Mulraine.

"No entanto, com alguns indícios de fraqueza surgindo em moradias e gastos de consumidores, esperamos que o ritmo de crescimento caia mais no quarto trimestre".

Apesar de ter desacelerado ante o forte ritmo de 4,6 por cento do segundo trimestre, foi o quarto trimestre em cinco em que a economia expandiu a um ritmo de 3,5 por cento ou mais.

Um relatório separado do Departamento do Trabalho mostrou que os pedidos iniciais por auxílio-desemprego subiram de modo modesto na semana passada, mas permaneceram em níveis consistentes com condições do mercado de trabalho firmes.

Os dados foram publicados um dia depois de o Federal Reserve, banco central dos EUA, ter encerrado seu programa de compra de títulos. Autoridades do Fed disseram que há força suficiente na economia mais ampla.   Continuação...